AGV arte

Os Loucos Capacetes de Valentino Rossi - Parte 1

30.5.14Andy Santos



Essa sugestão de pauta veio como um presente e vamos também abrir uma nova série, como a do Vettel, dos capacetes de Valentino Rossi, um dos maiores vencedores do motociclismo, e o mais bem humorado e louco dessa modalidade. 

Existe uma fundamental diferença nas escolhas de Vettel e Rossi. Enquanto o atual campeão de Fórmula 1 entra no cockpit com desenhos até cleans e jovens, mas com ordem e até refinamento, o multicampeão das motos prefere correr com pinturas que podemos considerar pura ousadia, com desenhos que vão de citações culturais até o seu próprio estado de humor. 

Vamos lá, para a primeira etapa desse criativo, alucinado e longevo projeto que tem o The Doctor como protagonista. Ressaltamos que a maioria absoluta dessas peças é desenvolvida pela marca italiana AGV.

Austin Powers / Flower Power (2003)



Valentino se apresentou na corrida de Valencia literalmente paz e amor. Referências ao agente secreto dos filmes de comédia e ao estilo de vida hippie sessentista. Elementos gráficos corretos e bem escolhidos, como as flores e as ondas e a paleta de cores, onde os tons quentes predominam, junto com o complemento de tons frios como o azul, reparem no sol e a lua de cada lado. A tipografia estampando seu nome é tudo o que representa o movimento peace and love, com seu número 46 nesse estilo. Foi o seu último GP pela Honda, The Doctor correu também de macacão e motocicleta temáticos. Uma despedida psicodélica e colorida, tudo a ver com o piloto italiano.

A Tartaruga (2013)



Em toda prova disputada em Mugello é certeza de que Rossi aparece com algo bem interessante e de bom humor. A tartaruga, ou Tarta, é presença em outros desenhos de capacete, ficando na viseira e ano passado ela se tornou protagonista. É bem simples, cartunizado, certo de ser uma das artes mais simpáticas que o 46 já andou nas pistas. Com os olhos bem grandes e azuis, parece que a aprazível tartaruga vai orientando Valentino pelas curvas e retas da pista italiana. Destaque também para a dupla de cães na parte de trás, também constante nos capacetes, caracterizados com os cascos, abaixo do número, na tipografia clássica. E os motociclistas coloridos e doidos correndo em torno? Doidice pura! 

Com os fãs nos Estados Unidos (2010)


The Doctor competiu os GPs americanos de Laguna Seca e Indianápolis literalmente cheio de fãs na garupa. A Fiat, patrocinadora da sua equipe, lançara um carro nos EUA (Fiat 500) e as motos do italiano e de Jorge Lorenzo, companheiro de time, foram personalizadas com fotos de 500 fãs, como ação de marketing. Rossi aproveitou o mote e correu com o capacete repleto de imagens dos seus fãs também. O resultado estético foi bem além da conta, pois sua moto é predominantemente branca e preta e o "doutor" incrementou com cores variadas as fotos e os strokes. Lembra a pop art, lembra Warhol e Lichtenstein, bem divertido. Notem que a dupla de cães e o sol com a lua estão presentes no layout, assim como seu onipresente número.

Veja a seguir mais imagens da primeira série dos capacetes de Valentino Rossi!






















You Might Also Like

0 comentários

INSTAGRAM

CONTATO