baseball beisebol

O "D" Que Constrói a Marca Detroit Tigers

9.5.14Andy Santos



As equipes de beisebol dos Estados Unidos atualmente contam com dois logos oficiais que têm a mesma importância. Um deles contém mais elaboração e elementos gráficos por exemplo e o outro, mais minimalista, geralmente com a letra inicial da cidade ou time estilizado, mais usados nos bonés dos jogadores.  E naturalmente há as exceções, como o Detroit Tigers que mantém o logo único, tanto para uniformes, bonés e apresentações na mídia. O indefectível D representa o time de Michigan há mais de um século e nesse período passou por muitas e muitas mudanças.

A primeira simbolização é registrada de 1901 e é digamos, uma tentativa de figurar a silhueta do tigre. Provavelmente não deve ter agradado tanto e em 1903 o D começou a ser trabalhado e aparecer. Essa primeira versão já traz o azul, que também muda de tons durante as décadas, mas nunca saiu de cena.

O logo nasceu serifado, um caracter teoricamente comum, porém em 1904 aconteceu a revolução, que fez o time de Detroit ficar literalmente marcante. Ali se criou a forma que alia o D às características do animal, a princípio é complicado de enxergar assim, mas analisando com tempo se desconstrói a imagem e se percebe tais componentes. 

Tirando passagens por esses anos em que ou o D fica mais convencional ou tentativas de retorno da reprodução do tigre a estilização da letra sempre manteve nesta maneira de unir tipografia a partes do felino. E claro, foi sendo atualizado, tecnicamente mais limpo e apresentável, chegando ao que é o logo atual, presente desde 2006. 

Abaixo a timeline dos D, separado pelo padrão estilizado e as exceções. Tal material mostra como se constrói e mantém uma marca e identidade por tanto tempo, conquistando os fãs da Rock City e sendo conhecido por diversas partes do mundo.




You Might Also Like

0 comentários

INSTAGRAM

CONTATO