Chuteiras Copa do Mundo

Magista e Mercurial - As Armas de Cano Longo da Nike

26.5.14Andy Santos



Os fabricantes esportivos a cada Copa do Mundo projetam e lançam produtos para o melhor desempenho dos seus atletas contratados e expandir seu mercado consumidor, fazendo a pessoa amar e desejar a sua marca e itens. A Nike ataca com formas e cores, no objetivo de vencer sua batalha contra os concorrentes diretos, com as chuteiras Magista e Mercurial Superfly. 

São calçados que mostram características bem habituais da fabricante americana, de matizes vibrantes e traços arrojados. Ambos possuem o componente, o ingrediente que chama a atenção, e nos faz perguntar o por quê de não ter sido concretizado antes: a forma do cano longo. Esteticamente é um ganho, uma renovação, as chuteiras de futebol necessitavam de algo realmente novo, além da multiplicidade de cores e algumas tentativas de desenhos incomuns. É pretensioso e prematuro dizer isso agora, porém Magista e Mercurial Superfly são um ponto de revolução na linha do tempo dos materiais de esporte.

Com isso, a intrepidez da Nike ao estampar o design nas duas peças foi natural e consequente. As texturas aparecem bem evidentes, parecendo vivas, bem ao contrário dos últimos modelos que desencadeavam para um desenho mais liso, com gradiente às vezes. A novíssima Magista é uma cadeia de células magentas e pretas, dentro do universo amarelo fluorescente e a veterana Mercurial (existe desde 1998, primeiro modelo foi do Ronaldo) ganhando nova vida com uma cadeia de traços, amarras e poros, no corpo vermelho e o swoosh da Nike em amarelo também texturizado.

Esperamos muito mais novidades e por que não, revoluções como esses projetos!



















You Might Also Like

0 comentários

INSTAGRAM

CONTATO